Galeria

Como terminar um capítulo

download (1)

Quem já leu alguns dos meus livros sabe que eles não possuem a titulação de capítulos. Quando eles foram editados para a publicação eu separei os tempos em asteriscos e sem dar nova página, apesar de que quando eu os escrevi, eles foram escritos e publicados em um fórum em mini capítulos, e em muitos momentos o fim de um capítulo redundante e início de outro fica bem claro que ele é de mais de um asterisco.

Pensando em futuramente utilizar a forma de capítulos de forma mais clara e comum como muitos dos livros são editados, (isso não é uma regra, é uma opção de escrita, assim como o uso da titulação Epílogo e Prólogo).

Pode-se escrevê-los sem colocar titulação de tal e separá-los por asterisco ou dando página nova e outras formas, mas dando a titulação é a forma mais utilizada.

O capítulo muda quando a cena muda, quando há mudança de tempo, quando você pula de uma situação para outra.

Em relação ao Capítulo, achei estas dicas de Richard Ridley interessantes.

Este trecho de texto foi traduzido de um artigo mediante a permissão de CreateSpace.com e divulgado pela KDP por mailing.

“É difícil saber quando certas coisas chegam ao fim. Alguns convidados não sabem quando ir embora de uma festa. Algumas pessoas não sabem como terminar um relacionamento. E alguns escritores não sabem como terminar um capítulo. O último exemplo talvez seja o mais enigmático. Como se termina um capítulo? Para responder isso, devemos primeiro determinar o que é um capítulo. Ele é um passo adiante. Mesmo que em flashback, o único propósito de um capítulo é o de adiantar a história ou revelar um (ou mais) componentes narrativos dos personagens do livro. Os leitores devem encontrar algum tipo de revelação dentro do capítulo, algo que os faz continuar a leitura. A construção de um capítulo é algo complicado, pois deve ser ao mesmo tempo independente e dependente do resto da história. Os finais de capítulos são, sem dúvida, os mais complicados. Eles devem deixar o leitor com a sensação de que algumas questões foram respondidas e, ao mesmo tempo, inserir questões novas na história (a serem respondidas em um próximo capítulo). Em um romance, um capítulo pode revelar por que aquela mulher detesta um certo homem de seu passado que a procurou de repente. Contudo, o parágrafo final pode conter uma pista indicando que ela talvez o tenha julgado mal. É justamente essa pista que fará com que os leitores sigam em frente. Será que a mulher realmente julgou mal aquele homem? O capítulo seguinte explorará essa questão em particular. Talvez ela descubra que realmente o julgou mal e esse novo capítulo terminará sugerindo que uma pessoa na qual ela sempre confiou durante anos seja a verdadeira causa da dor que a assombrou, uma revelação que acrescentará mais questões para o próximo capítulo ou capítulos. Então, como se termina um capítulo? Um capítulo termina quando você completa o seu objetivo, quando você concede algumas respostas que dão ao leitor uma sensação de satisfação. E quando esse objetivo é alcançado, o final legítimo de seu capítulo deverá dar pistas de futuras revelações ainda maiores. Resumindo, termine um capítulo quando não houver nada mais a ser dito, mas ainda algo para ser aprendido.”

Quando está escrevendo o maior foco é a construção da estória, do desenvolver da cena, no auge, no drama, em colocar a inspiração no papel (ou no computador). Depois você tem que voltar e ali você molda, coloca a vírgula, pontos, acrescenta palavras, troca e melhora o conteúdo. Pode ir buscar e aprofundar a sua pesquisa e conhecimento sobre determinados assuntos em livros ou na internet no qual tema você está falando, ou palavras que ficariam melhor adaptadas na frase ou para incrementar a situação que está descrevendo.

Quando se está escrevendo determinado acontecimento ou trecho de uma estória é como se fosse um filme passando dentro da sua cabeça e segue-se escrevendo sem dar muita importância a determinadas regras, a inspiração somente te deixa escrever e escrever.  

Tem o início o meio e o fim, ou meio fim, onde pode colocar uma âncora para um outro desenrolar que será feito posteriormente. Ali pode ver se terminou o capítulo ou ainda consta mais texto que somente pudesse constar uma quebra.

Depois de tudo se pode decidir o padrão. Você sente onde deve por o fim de um capítulo.

Sempre é bom conhecer as regras de escrita e  como funciona o mundo editorial e textual, mas eu ressalto que apesar de seguir regras, deve escrever com o coração e da maneira que mais  agrada, pois quando simplesmente jogar uma inspiração dentro de um conjunto de regras fechadas que podam ou deixam o escritor desconfortável, ela pode quebrar-se.

Janice Ghisleri

Anúncios

Deixe seu comentário. Obrigado!

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s